InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se



 


Compartilhe|

[Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena)

MensagemAssunto: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Seg Out 02 2017, 20:51


Tempo de

Respostas


Amon ainda estava surpreso quanto ao término de sua missão em conjunto na Ilha da Rainha da Morte mas estava satisfatório com seu desempenho e relatório, esperando que o Grande Mestre lhe confiasse uma nova tarefa muito em breve. De fato não tardou para um novo comunicado do mensageiro que lhe fazia uma nova visita. Seu semblante estava mais calmo do que da última vez, tranquilizando o dourado que ao saber que não se tratava de uma nova ameaça em potencial.

Mestre Amon! O Grande Mestre convoca-o para a salão deste novamente, ao que tudo indica uma nova tarefa lhe foi confiada, peço que se apresse.

O Grande Mestre estava ao aguardo do cavaleiro de gêmeos e imediatamente após a chegada deste poupou a cortesia do rapaz e o cortou diretamente com um discurso rápido.

Você demonstrou bons resultados em sua missão anterior e é um cavaleiro que progride a casa visita que me faz, já caminha para um nível além do amadorismo e se esforça para tal. Devido a reconhecer este esforço estou lhe confiando uma tarefa muito importante, quero que dê o seu melhor para cumpri-la o mais rápido possível, o relatório é de suma importância. Pois bem, creio que seja de seu conhecimento que houve um cavaleiro de gêmeos chamado Kiriyama, um lemuriano extremamente habilidoso e um dos sobreviventes das investidas contra Hades. O perverso deus como punição dividiu sua alma em duas metades, uma boa e leal e outra gananciosa e desonesta, cujo permeia sua mente no momento. Kiriyama detinha grande conhecimento sobre a anatomia das armaduras e o surgimento deste novo exército de cavaleiros negros ainda me é uma grande perturbação. Acredito que o lemuriano tenha respostas sobre estes guerreiros e possivelmente tem algo por trás disto, portanto sua tarefa será descobrir por meio deste homem como surgiram tais armaduras negras. Colete toda a informação que puder com ele, use força se necessário e me traga um relatório completo. Dispensado!


Explicação

Essa será uma missão de coleta de informações sobre os cavaleiros negros e terá o envolvimento de um NPC de destaque. Seu objetivo inicial é narrar sua busca por informações referentes ao paradeiro de Kiriyama, use mais de um NPC para a coleta e conclua conseguindo roubar a informação de alguém (a informação será revelada por mim no próximo turno). Mínimo 30 linhas.

MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Seg Out 02 2017, 22:49


Amon de Gêmeos
Arco 1: Informações


O
Geminiano estava satisfeito com seu progresso de outrem, de certa, forma estava saciado, apesar de não ter embate, sentiu-se firme à face antagônica, que se mostrou bastante habilidade. Neste instante em questão, Amon como de costume estava sentado à frente do templo de sua proteção, certamente trajava sua armadura e desta vez, seu elmo, seu equipamento estava enfim, completo. Amon estava deveras orgulho, seus pensamentos estavam todos depostos sobre aquela missão em questão, e não tardou a pensar que o Grande Mestre, iria convocar-lhe novamente para uma outra missão, era certo que isso iria acontecer. Como previsto, ao longe, uma silhueta aliada formulou-se, era de fato o aliado mensageiro, já estava familiarizado com aquela pessoa. O cavaleiro aliado aproximou-se, desta vez não teve reverencia ou ato respeitoso, como de certa forma, já era amigos, não havia o porquê de tal ato. O aliado não demorou, apesar de seus passos lentos, Amon nem viu o tempo passar, estava ocupado de mais revisando o confronto de outrora, certamente, quando o aliado começou a falar ignorou momentaneamente a primeira parte, todavia voltou-se a si e prestou atenção no resto do discurso:
- Tudo bem, estarei indo para lá agora! – Disse o santo aurífero, já se levantando e revigorando postura. Virou em contraposto ao aliado e seguiu para o salão mestral, desta vez, atirou-se em velocidade, estava ansioso para a nova missão.

Amon de Gêmeos apresentou-se ao comandante das 12 casas, o Grande Mestre, certamente estava feliz em vê-lo novamente, no instante em que iria agracia-lo com sua cortesia, o Mestre cortou o ato, já iniciando seu eloquente discurso. Era evidente que Amon estava prestando bastante atenção no discurso, a cada frase, revisava-a na tentativa de grava, era fato que a missão tinha certa importância, afinal Kiriyama, já foi um cavaleiro Ateniense e agora era simplesmente um ferreiro, quando terminou de ouvir o discurso, compreendeu o motivo para tal profissão. De fato, saber que Kiriyama agora estava inundo em sua face maligna, revigorou o anseio de batalha do geminiano, certamente seria um embate incrível, porém ateve-se, talvez fosse mais sensato o ato do diálogo, no entanto estava pronto para o conflito físico, e com certeza, esperava que ocorre-se essa última.
- Tudo bem Grande Mestre! Trarei essas informações comigo, custe o que custar! – Amon levantou seu punho, sinalizando que se fosse para o combate, estaria preparado. Seu ego de certa forma grandioso, o deixava com uma confiança exacerbada, porém o geminiano era plenamente capaz de conhecer suas limitações, e certamente, conhecia. – Não irei desapontar esta casa! – Foram suas últimas palavras, logo virou-se em disparou em retirada para outra localidade, estava tão ansioso para esta missão que se esqueceu da revência final, mais tarde, julgou que não haveria problemas.

Depois de selar sua armadura na pandora box, Amon disparou para o vilarejo próximo, sabia que seu inimigo em potencial era um ferreiro, então em primeiro ato, iria procurar um vilarejo que havia uma ferraria, era lógico fazer isso. Alguns minutos mais tarde, neste instante, o sol não castigava mais a localidade, certamente, seu crepúsculo iria ainda assim demorar, o que dava tempo para que o geminiano procurasse pistas a respeito do paradeiro de seu inimigo. O Grande Mestre não deu-lhe nenhuma informação, todavia o ferreiro já foi um cavaleiro ateniense e fora conhecido em sua época, logo se passasse pelo vilarejo, com alguma certeza seria reconhecido pelos olhos alheios, ainda apesar de talvez, saberem que sua face maligna que habita seu corpo oco. A chegada do geminiano deu-se de forma rápida, logo então este iniciou seu percurso, afim de adquirir informações do paradeiro de Kiriyama. Andejou pela cidade, plenamente deduziu que algum comerciante antigo saberia informa-lhe algo útil para a missão, então tratou de procurar um bar que parecesse antigo na cidade. Não tardou até achar, logo adentrou-o, por ser tarde, ainda estava de certa forma vazio, logo a conversação com o indivíduo não seria dificultosa. Aproximou-se da bancada, sentando em um dos bancos próximos, pode então avistar um velho aparentemente ranzinza, que possivelmente era dono do local, devido as roupas que trajava, não era como as dos/as atendentes, e tão pouco se parecia um cliente, estava recluso no caixa, contanto o dinheiro ganho.
- Ei, Senhor! Por favor, traga-me algo para beber! – Ao final da frase dita por Amon, o velho rapidamente dirigiu sua atenção para este, certamente viu no garoto um cliente em potencial, um possível beberão talvez, e logo tratou de aproveitar-se da situação.
- Se você levar um copo, ganha outro de brinde! Claro, com um acréscimo de preço! – A lábia do velho era eloquente, mas não funcionou contra Amon, afinal não estava ali para beber, e sim por informações.
- Precisava da sua atenção! E já a tenho! – Dizia o garoto sorrindo, era certo que iria iniciar uma negociação com o velho agora. – Preciso de uma informação e estou disposto a pagar! Já atento-lhe, não tente me passar para trás, sei onde seu estabelecimento se encontra, e posso reduzi-lo a cinzas! – Utilizava uma sonoridade forte em sua voz, certamente a ameaça deveria surtir efeito, ao final da frase, a pupila do velho arregalou, certamente Amon havia deixado o sujeito com certo medo.
- Tudo bem, tudo bem! Vamos com calma! – A sonoridade presente na voz do velho, tinha como finalidade apaziguar os ânimos, certamente o medo que Amon havia instaurado no sujeito, fora de fato precursor desse ato. – Que tipo de informações estamos falando? Já aviso, pelo preço certo, falo o que for preciso! – Era nítido que o velho gostava do luxo ofertado pelo dinheiro, logo era fácil ganha-lo, bastava insinuar ofertas, que o sujeito em questão, logo iria abrir a boca.
- Dinheiro não é um problema para mim! – A mentira de Amon, serviu para incendiar o desejo luxuoso do rapaz, não havia como provar que tinha tanto dinheiro assim, porém a palavra “dinheiro” parecia convencer e muito o velho, então de certa forma, estava fácil engana-lo, ou quase. – Necessito de uma informação a respeito do paradeiro de Kiriyama! Eu sei que você sabe, e irei pagar uma alta quantia pela informação! Obviamente, pagarei quando checar a veracidade da informação! Já lhe atento, dinheiro para mim não é problema, logo, isso me faz um bom pagador!

O velho olhou para Amon, neste instante estava deveras duvidoso, não sabia se fechava o acordo com o geminiano, ou se mandava-o embora. A aparência de Amon passava a imagem de ser confiável, além de realmente ter dinheiro, era simples: roupas caras e certamente delineadas, enalteciam as curvas de seu corpo, o modo como o cabelo do rapaz era penteado, lembrava-o um mesquinho, ou melhor, “bad boy”, qualquer um dos termos encaixava-se, então o velho declinou-se a contar a verdade, soltando as informações.
- Olha, irei ser honeste! Conheço Kiriyama, já o vi por essas terras, mas não sei dizer onde exatamente ele está! – Uma pausa rápida, estava simplesmente recobrando consciência, seu semblante demonstrava isso com clareza, ao ditar das informações, manteve-se calmo e normal, o que já era um indício forte de informações verídicas. – Há aqui perto uma bela moça por quem Kiriyama apaixonou-se, ela ainda mora próximo, certamente ela saberá sua localização exata, a relação deles é antiga, logo tenho certeza que ela saberá.
- Tudo bem! Irei atrás dela ... Depois de chegar se é verdade, volto e te pago! Não prometo fazer isso hoje, mas farei o mais rápido possível. – Amon estava duvidoso se iria ou não paga-lo, certamente teria de ter dinheiro para tal e não trouxe consigo nenhum, logo momentaneamente havia ludibriado o rapaz, no entanto, era por um bem maior.

O Velho tratou de escrever em um guardanapo o endereço da jovem, Amon então ao sair do estabelecimento apressou-se para chegar o mais rápido possível a casa da bela moça, desta vez não precisava mentir, certamente a jovem conhecia o passado de Kiriyama e talvez, ficaria feliz em ajuda-lo, afinal se houvesse real amor, ainda havia de o ter.
Não demorou até que Amon chegasse a casa da moça. Era uma casa bonita, não era uma mansão, mas tinha suas belezas, a fachada rústica, combinava com a cor salmão da parede, certamente aquela casa dava um ar interessante a vizinhança. O geminiano bateu na porta, afim de ser atendido, não demorou até que o fosse; a mulher que atendera a porta era realmente linda, tinha cabelos longos e azuis, seios fartos, usava um vestido longo e rosa, certamente era sua cor favorita. O óculo de grau que usava, combinava perfeitamente com seu rosto simétrico, e por fim, seus olhos azuis lembravam o mais puro oceano da face da terra. Certamente Amon estava apaixonada, por um instante seu semblante demonstrou isso, todavia logo voltou-se a si, aquele silêncio de fato, fora constrangedor.
- Por favor! Por favor, eu preciso da sua ajuda! – Exclamou Amon, o pedido de ajuda era nítido, as informações não só iam ajudar Amon, como também Kiriyama e seus companheiros de outrora, era de demasiada importância que ela colaborasse. – Eu preciso saber a localização de Kiriyama, eu preciso de informações que ele há de ter! É de meu conhecimento que agora ele está deposto na face maligna, mas eu como cavaleiro de gêmeos dessa geração, posso ajudar! E para isso, preciso que você me ajude! – Certamente a menina inclinou-se a ajudar, ainda havia uma fagulha em chamas do amor de outrem, com muita certeza, o apelo de Amon, iria ajuda-lo com a busca de informações, com alguma certeza, a menina iria ceder a localização, em nome do amor, Amon estava clamando por ajuda.






MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Seg Out 02 2017, 23:58

Narração

A bela moça recordara de todo o tempo que passou ao lado de seu amado Kiriyama e o quanto sua mudança lhes causou dor. A faceta maligna que tomou conta do rapaz não preocupava-se em ferir os sentimentos da pobre moça, nem se importava com quem quer que fosse, só ligava para os desejos mais sujos e mundanos e a ganância. Era um rapaz horrível, desprezível, totalmente o contraponto do homem que se lembrava e amava, mas como poderia o rapaz em sua frente ajudá-lo?

Kiriyama nunca foi o mesmo desde que voltou vivo daquele inferno...
Na verdade sempre que me lembro do quão horrível ele se tornou só consigo assemelhar sua figura a de um demônio em pessoa... A última vez que nos encontramos foi a mais de dois anos quando um grupo de pessoas mau intencionadas vieram visitá-lo para lhe fazer uma proposta. Lembro de uma gargalhada maligna e quando o confrontei do quão horrível ele seria se aceitasse a proposta ele me desferiu duas bofetadas e partiu com eles para o inferno na Terra. A ilha onde eu jamais ousaria pisar e que carrega o nome da morte consigo.


A investigação de Amon o levava ao mesmo destino de sua missão anterior, a Ilha da Rainha da Morte. Seria apenas uma coincidência ou o antigo cavaleiro de gêmeos estava por trás das armaduras negras trajadas pelos guerreiros renegados?

Fim da Narração

Novo Objetivo: Encontre o capitão e solicite o retorno à Ilha da Rainha da Morte. Mínimo 15 linhas.
MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Ter Out 03 2017, 00:26


Amon de Gêmeos
Arco 1: Fúria


A
s palavras da jovem magoaram de certa o geminiano, odiava que mulheres sofressem violência, certamente cerrava seu punho a cada palavra que a mulher dizia da face maléfica do Kiriyama, com toda certeza, agora, queria-o enfrentar e possivelmente seria um confronto mortal. O semblante de Amon alterou-se, certamente tornou-se mais enraivecido, aquelas palavras alojaram no coração do rapaz, o ímpeto pela luta, agora, já não queria ponderava mais dialogar, certamente ansiava o embate, apesar da forma violenta, ainda assim estava dentro dos conformes da missão, afinal o Grande Mestre, solicitou que essa informação seja a quaisquer custos. Ao final da frase, Amon ainda manteve seu punho cerrado e seu semblante furioso, certamente demonstrava pela voz sua angústia, odiava aquela situação e tratou de mostra-la em suas frases.
- Apesar de saber que esse homem de hoje, não é mais o de outrora! Ainda assim, irei com certeza machuca-lo, certamente ele se lembrara de quando lhe bateu e se arrependerá desse ato! – O discurso eloquente do rapaz, certamente haveria de despertar interesse na moça, afinal era esse o intuito. Evidente queria vinga-la por tudo que o antigo cavaleiro havia feito e tinha certeza que iria faze-lo. Ao final da frase, Amon virou-se, agradeço as informações da jovem e partiu, não ousou olhar para trás, certamente seu semblante enraivecido ainda habitava sua face e não queria demonstra-lo, não era do feitio do jovem demonstrar seus sentimentos com tamanha nitidez.

O geminiano tinha certeza de onde encontrar o capitão e logo o fez, partindo em direção a este com velocidade, tinha de chegar ao seu objetivo o mais rápido possível. Estava correndo em uma velocidade invejável, demonstrava seu vigor físico aos olhos alheios. Claramente estava ansioso para o combate com o Kiriyama, realmente, agora não pensava em dialogar, talvez até mais tarde, recorresse à essa estratégia, todavia agora estava focado no embate e apenas nele. Não tardou até chegar ao porto e encontrar o mesmo barco que outrora o levara para a ilha em questão, certamente tratou de subi-lo, conhecia a tripulação local, porém não perdeu tempo cumprimentando-os, fora direto em direção ao capitão, estava nervoso e não podia perder um minuto sequer. Adentrou a cabine do capitão, onde o mesmo repousava-se, simplesmente já iniciou diálogo, estava realmente com pressa, sua voz demonstrava isso:
- Capitão! Quero que me leve a Ilha da Morte novamente, tenho contas a acertar lá! – Disse o rapaz, que ainda estava com o punho cerrado. Agora pouco ofegante, estava com postura ríspida e quase pronto para trajar sua armadura, estava certo que havia evoluído o suficiente para confrontar de pé de igualdade qualquer um daquela vila, bom, era o que o mesmo pensava. – Preciso que seja rápido, o tempo desta vez é precioso!






MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Ter Out 03 2017, 16:44

Narração

O capitão ficou surpreso com a repentina aparição e o pedido pouco convencional. Alguém queria ir o mais depressa para a Ilha da Rainha da Morte? Isto era novidade, geralmente as pessoas imploravam para nunca pisar naquele lugar, duas vezes? Somente um masoquista o faria.

Você pensa que pode subir no meu barco, insultar a minha tripulação desta forma sem ter a devida formalidade, entrar na minha cabine sem a devida permissão e ainda exigir que eu o leve aquela ilha? Você não causou uma boa impressão garoto, suma do meu barco antes que eu tenha que relatar o desaforo as autoridades!

Amon havia de entender que os assuntos do Santuário não eram de importância para os cidadãos locais, a missão era dele e não da tripulação do navio, adentrar o local de forma tão rudimentar destratando-os não o faria atingir seu objetivo. O capitão se recusou a levá-lo ao destino, como Amon o convenceria?

Fim da Narração

Novo Objetivo: Convença o capitão a levá-lo a ilha. Mínimo 10 linhas.
MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Ter Out 03 2017, 19:27


Amon de Gêmeos
Arco 1: Negócios


A
mon de certa forma conteve-se, as palavras do capitão por mais certas que estivessem alavancou a fúria interior do jovem, claro, este não iria partir para cima de um cidadão, no entanto, estava quase fazendo isso. Seu semblante furioso não deixou de habitar sua face, claramente o geminiano estava bufando em raiva, seus pensamentos apenas guiavam o por esse caminho. Apesar dos punhos cerrados, franziu a teste, neste instante tornou-se pensativo, era sabido que o capitão trabalhava por dinheiro, claro, todo comerciante o fazia e também sabia que o santuário era visto como bom pagador, logo uniu o útil ao agradável, estaria agora, negociando com o capitão a viagem marítima.
- Não lhe devo um pedido de desculpas! Estou apenas cobrando por um serviço que irei pagar! – Amon havia de saber que comerciantes sempre falavam a mesma língua, a língua do dinheiro. – Você sabe o que tem naquela ilha, então presumo que deve saber o motivo de minha fúria! Estava errado por trata-los assim, de fato, mas preciso ir aquele lugar o mais rápido possível ... meias palavras não vão te convencer, mas certamente você será devidamente pago pela viagem!






MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Ter Out 03 2017, 19:47

Narração

A oferta de pagamento apetecia ao capitão, no entanto seria mais complicado do que isso para fazê-lo mudar de ideia.

Você fala em dinheiro mas não mostra espécime garoto, como assim o serviço será devidamente pago se não vejo uma moeda sequer aqui, hein? Não vamos dar carona para alguém sem tostão no bolso. Vá embora e só volte quando puder pagar pelo serviço, e se causar mais um alvoroço dentro do meu navio ou ousar retrucar terá que arranjar outro transporte!

A postura firme do capitão não cedia aos encantos do dinheiro, desta vez Amon teria que de fato pagar se quisesse os serviços do capitão.

Fim da Narração

Novo Objetivo: Encontre uma maneira de contornar a situação ou arranje uma forma de pagar o capitão. O mesmo golpe não funciona duas vezes contra um cavaleiro, o mesmo truque não afeta duas vezes os NPC's. Mínimo 20 linhas.
MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Ter Out 03 2017, 21:19


Amon de Gêmeos
Arco 1: Correndo


A
mon estava deveras cansado daquele embate oratório, por hora, reclusou-se em seu consciente, certamente estava com raiva daquele capitão que em outrem ajudou-o. Sem nenhum tostão no bolso, não podia barganhar sua passagem, só lhe restava outra alternativa, conhecia o caminho marítimo, havia passado por ele recentemente. Amon em seu momento de fúria, simplesmente efetuou um chute em um dos móveis próximos ao capitão, estraçalhando aquele objeto, certamente demonstrou sua irá com aquela ação.
- Não preciso da sua ajuda! Vá para o inferno! – Exclamou o Ateniense, com certeza, estava furioso com aquela situação, o capitão também havia contribuído para o ato, apesar de uma parcela maior ser culpa do próprio geminiano, porém não gostava de pensar dessa forma.

Amon irrompeu a porta quando saiu, certamente havia destruído a, todavia não ligou. Pulou para fora do barco, expurgou sua armadura em pleno ar, vestindo-a, partiu em direção a ilha da morte correndo sobre o mar. Sua velocidade déspota, assegurava-o de conseguir pressão suficiente para correr sobre a água. Certamente sua velocidade próxima a do som, o levaria ao local da ilha da morte em menor tempo que a embarcação. No instante da corrida, seus pensamentos estavam focados apenas na missão, por mais que estivessem inundados em um mar de fúria, certamente estava com a cabeça no lugar e não tardou a traçar estratégias para enfim encontrar o Kiriyama. A rota era conhecida, a marítima, assim como a rota terrestre que dava no templo escondido. Não precisava de sequer informações extras, já sabia seu rumo e o mais importante, já havia passado pelas localidades, logo sua mente estava fresca, devido o pouco tempo






MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Ter Out 03 2017, 21:51

Narração

A velocidade de Amon fora o suficiente para que o geminiano conseguisse fazer todo o trajeto correndo pelo mar, fazendo o trajeto até mais rapidamente do que conseguiria com a ajuda do capitão. Ao chegar na ilha o sol já estava se pondo, não demoraria muito para anoitecer e o caminho à noite seria um grande obstáculo, no entanto com o trajeto em sua mente e a velocidade disposta o cavaleiro poderia chegar no esconderijo dos cavaleiros negros sem muita dificuldade em troca de abrir mão de toda a furtividade disposta.

Não parecia que o cavaleiro estava sendo observado, e não haviam novas armadilhas no trajeto. A base dos cavaleiros negros estranhamente também estava deserta, o cavaleiro não encontraria resistência ou movimento ao adentrar o local.

Fim da Narração

Novo Objetivo: Siga até a base dos cavaleiros negros e procure pistas sobre o paradeiro de Kiriyama e os cavaleiros negros. Mínimo 10 linhas.
MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Ter Out 03 2017, 22:06


Amon de Gêmeos
Arco 2: A Chegada


N
ão tardou a Amon chegar ao seu destino, a ilha da morte. Estava pouco ofegante no momento, porém tratou de diminuir sua cosmo energia, almejava não ser notado, por isso fez tal ato, apesar de ainda trajar sua armadura aurífera, saberia que logo, logo, iria encontrar algum inimigo em potencial. O crepúsculo solar já estava quase acontecendo, certamente Amon teria pouco tempo para achar o templo, todavia a rota ainda estava fresca em sua cabeça, então o rapaz logo disparou, correndo pela localidade seguindo a trila de outrora. Tentava fazer pouco ou sequer barulho na mata, afim de manter-se incógnita, entretanto na corrida era difícil manter esse patamar, todavia tentou, não custava nada tentar.
“Preciso chegar o mais rápido possível a cachoeira”- Seus pensamentos ainda estavam vidrados na missão, neste instante era seu objetivo único e faria o que for possível para concluí-lo.

O som da queda d’água logo voltou a habitar o ouvido do rapaz, reconhecera certamente aquela localidade, já esteve ali antes e as armadilhas na trilha, não serviram para pará-lo, sabia onde estava todas elas, além de não ter nenhuma nova.  Não tardou a chegar a base dos cavaleiros negros, estranhou afinal deveria ser protegida ou algo do tipo, no entanto não estavam fazendo-o, certamente havia algo de estranho na localidade. Pôs-se sob alerta máxima, todavia voltou parte da concentração para procurar pistas do paradeiro de Kiriyama, além do paradeiro dos cavaleiros negros. A missão apesar de como único objetivo, ainda assim, se conseguisse reunir muitas informações, certamente o Grande Mestre o elogiaria pelo árduo trabalho. Neste momento então, residiu aquele templo procurando as pistas, estava realmente voltado para isso, ainda assim, mantinha-se sob alerta, aquela área era um perigo em potencial e não queria ser pego desprevenido.






MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Ter Out 03 2017, 22:28

Narração

Amon não encontrara nada nas redondezas do esconderijo e tampouco ao adentrar e procurar pistas sobre os paradeiros. Parecia ser uma gruta comum e não uma base de operações de um novo exército. O eco do local era tanto que Amon ouvia o barulho das gotas vindo do teto tocando as poças de água que se formavam no local. O que se passava ali há pouco tempo atrás e como poderiam ter removido qualquer rastro em tão pouco tempo? Bom, se Amon era capaz de correr sobre os mares era natural que os cavaleiros tivessem velocidade o suficiente para sumir com qualquer vestígio de suas ações.

Determinado a encontrar algo no local o geminiano permaneceu por tempo suficiente para ouvir um barulho de um martelo moldando o aço, os mesmo de um ferreiro em seu ofício, vindo da parte mais profunda da gruta. Quando se aproximasse do local Amon seria capaz de ver a sombra de um ferreiro fazendo seu trabalho.

Fim da Narração

Novo Objetivo: Siga o barulho e encontre quem está causando-o. Mínimo 15 linhas.
MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Ter Out 03 2017, 22:40


Amon de Gêmeos
Arco 2: O Encontro


H
avia passado demasiado tempo naquela localidade, infelizmente seus momentos de procura, resumiram-se em total inutilidade, certamente aqueles cavaleiros já haviam saído daquela localidade a tempos. Recluso em seus pensamentos, Amon estava traçando um plano, na tentativa de encontra-los, em primeiro ato, era uma jogada lógica interessante, todavia vale ressaltar que não tinha nenhuma pista, logo caiu por terra essa tentativa. No entanto, aquele momento recluso a si deu um sinal importante para Amon, seus ouvidos ávidos captaram a sonoridade de gotículas de água caindo ao chão, era um som estranho, diferente da queda d’água que estava atrás de si, certamente para que houvesse aquele fenômeno, algo “escondido” precisaria existir, uma caverna ou algo que pudesse amplificar aquele som.
“Esses cavaleiros negros são muito rápidos, subestimei-os..., porém, isso não acontecerá novamente! ” – Durante sua reclusão, além do barulho de gotículas de água ao chão, ouviu um barulho incomum, era como se houvesse uma forja no local. O barulho de metal em choque mecânico com outro de mesmo elemento, era certo que agora, estava no local certo e na hora certa, sabia o que fazer.

Neste instante Amon deixou a solidão de seus pensamentos e seguiu lentamente em direção a esse barulho, houve então de encontrar uma gruta nas proximidades, seu pensamento de outrora ajudou-o a solucionar o mistério das gotículas de água. A cada passo que dava em direção a gruta, o barulho do choque entre metais aumentava, deduziu certamente que ali havia de estar Kiriyama, o ferreiro por quem o geminiano procurava. Adentrou aquela localidade mantendo a calma e a incógnita, não queria chamar a devida atenção do ferreiro, que com toda certeza, estava a forjar naquele recinto.






MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Ter Out 03 2017, 23:08

Narração

O ferreiro em ofício de fato era Kiriyama que secretamente estava ao aguardo do geminiano desde que este começou a procurar informações sobre seu paradeiro na cidade. Sua faceta maligna também era deveras perspicaz e sempre manteve olhos na cidade sabendo que um dia o Santuário viria a sua procura. O motivo para permanecer no local para ser encontrado contudo era incerto.

Parece que minha antiga armadura escolheu um inseto como portador nesta nova geração, HIHIHIHIHEHEHEHEHEHAHAHAHAHAHA!!!!

A risada estridente do antigo cavaleiro de gêmeos era deveras perturbadora e agredia os ouvidos. Kiriyama não parava de forjar em um aço negro como a noite, parecia um metal vivo e emanava cosmo. O ferreiro estava completamente sem vestimentas, possuía longos cabelos e uma faixa cobria seus olhos tampando-lhe a visão.

Fim da Narração

Novo Objetivo: Confronte o antigo cavaleiro de gêmeos. Mínimo 10 linhas.
MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Ter Out 03 2017, 23:29


Amon de Gêmeos
Arco 3: O Confronto


C
ertamente as palavras do antigo geminiano deixaram Amon profundamente insatisfeito com aquela fala, demonstrou isso em seu próprio semblante. A incógnita foi-se por terra, apesar do inimigo estar com uma faixa nos olhos, certamente podia-o sentir. Amon, sem pestanejar ou recuar, simplesmente investiu em velocidade contra o oponente, entretanto seu ataque não era físico, rapidamente cortou o vácuo com seu palmo destro, nutrindo sua falange indicador, imbuindo o com uma cosmo energia crescente. Um feixe luminescente migrou na velocidade da luz contra o inimigo em potencial, Kiriyama, certamente devido ao encurtamento da distância, seria quase impossível o antigo geminiano desviar, todavia Amon estava atento, saberia que qualquer erro naquele momento podia custar-lhe a vida.
- Império Psíquico! – Exclamou em sua investida feroz, certamente queria infringir controle sobre o adversário, faria o pagar por suas palavras e seus atos. Apelidado de inseto, Amon estava demasiadamente furioso, certamente queria confrontar seu inimigo, mesmo que esse não tivesse armadura, ainda assim queria confronta-lo, claro, com o devido cuidado para não chamar atenção de muitos outros cavaleiros, queria permanecer o embate com apenas um inimigo.

Técnica Utilizada:
 






MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Qua Out 04 2017, 00:01

Dados do NPC
Status:
 

Narração


Kiriyama permaneceu forjando o aço enquanto seu sucessor fazia sua investida. A velocidade de Amon fora maior do que a relatada pelos cavaleiros negros mas ainda estava longe da alcançada pelo antigo dourado em seu auge. O império Psíquico era uma técnica veloz e acertou com ímpeto o ferreiro mas seu efeito não se fez presente.

Garoto acha mesmo que uma técnica de manipulação mental funcionaria contra outro geminiano? Como pôde ser tolo o bastante para pensar que uma técnica de um amador seria capaz de me afetar!?

Kiriyama usou de sua velocidade e se moveu rapidamente, numa velocidade inicialmente equivalente a de seu oponente mas com um súbito impulso que surpreendeu seu sucessor. Com um rápido movimento chutou-o para longe, mas o golpe não tinha intuito de causar dano, apenas repelir para longe, mandando o dourado direto para a parede de pedras da gruta.


Mais uma vez a risada irritante fizera-se presente, ecoando por toda a gruta que era palco do embate dos dois geminianos.

Se você conseguir roubar meu martelo eu estarei disposto a conversar com você seu inseto. Mas você seria capaz de tamanha façanha? HIHIHIHIHEHEHEHEHEHAHAHAHAHAHA!!!!

Mais uma vez a risada irritante fizera-se presente, ecoando por toda a gruta que era palco do embate dos dois geminianos. Kiriyama desafiou o jovem cavaleiro, que impacto isso teria na mente do novato?

Fim da Narração


Novo Objetivo: Descreva como roubou o martelo de Kiriyama sem o uso de técnicas de manipulação mental. Mínimo 15 linhas.
MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Qua Out 04 2017, 00:21


Amon de Gêmeos
Arco 3: Investida


S
ua técnica havia acerto em cheio oponente, entretanto o efeito surtido não foi o esperado, certamente havia de enfrenta-lo em um confronto físico agora, todavia fora surpreendido pelas palavras do outro geminiano e em seguida, acerto pelo golpe do mesmo. Elevou seu antebraço canhoto à perna do rapaz, afim de amenizar o impacto físico, de certa forma fora sucedido, entretanto viu-se sendo jogado contra a parede, a armadura houve de absorver grande parte do impacto. Neste instante o ímpeto do desafio tomou conta de Amon, ouviu atentamente o que Kiriyama havia dito, o desafio proposto, era disso que Amon precisava para tentar pegar o martelo e, por conseguinte, as informações. Traçou uma estratégia em sua cabeça e já estaria pondo-a em ação.
- Next Dimension! – Exclamou o cavaleiro ateniense, já expurgando seu cosmo de ambos os palmos, por meio deste, fazendo um buraco negro, cuja intensidade era forte o suficiente para atrair o geminiano traidor, no entanto esse não era o efeito em si da técnica. A gruta estava deveras suja, toda aquela poeira fora levantada pela técnica do ateniense, que logo formou-se no local uma camada espessa de poeira, que lentamente fora sugada pelo buraco negro, assim como o Kiriyama, que via-se sendo atraído pela técnica.

Amon delineou sua estratégia perfeitamente, investiu contra o oponente, agora sob incógnita, usufruiu das ondas impostas pela recém esfera negra criada por este. Aumentando sua velocidade por meio deste, usufruiu de todo seu arsenal veloz para migrar em oposição a Kiriyama. A velocidade era absurda e ainda estava incógnita, certamente haveria de pegar o martelo de sua mão. Certamente Amon não cometeria o erro de vir pela frente, impactando contra o jovem, sua posição fora alterada durante o percurso, migrando para a lateral do martelo, assim teria mais probabilidade de pega-lo.


Técnica Utilizada:
 






MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Qua Out 04 2017, 00:55

Dados do NPC
Status:
 

Narração


A estratégia de Amon era efetiva, com o campo de visão afetado pela cortina de poeira formada através da técnica, mais a força de atração atribuída sobre o corpo do oponente, foram o suficiente para que Kiriyama ficasse apreensivo. O antigo cavaleiro resolveu levar o embate um pouco mais a sério, tinha visto certa habilidade em seu sucessor e deveria morar certo respeito. Ele passou a elevar seu cosmo e conforme seu poder crescia a força de atração da técnica de Amon sobre seu corpo pouco a pouco ia sendo anulada, puxando cada vez com menos intensidade, ele certamente viria por quebrar o efeito da técnica apenas com a força bruta.

Uma tática tão simples jamais seria capaz de fazê-lo pegar esse martelo moleque, eu sou a elite da elite!

A investida de Amon era esperada pelo oponente, que se prontificou a contra-atacar assim que notasse a mudança de vento imposta pela velocidade do cavaleiro. Com tamanha velocidade a poeira haveria de mudar de curso quando seu avanço viesse a acontecer, e assim de fato o fizera, revelando a investida do capaz. O cosmo de Kiriyama crescia cada vez mais ao ponto da Next Dimension sequer atribuir efeito contra este, ele parecia estar pronto para dar um ataque definitivo e encerrar a brincadeira que havia começado.

TOME ISTO GAROTO! EXPLOS...
— Subitamente parou sua fala.

Kiriyama passou a sentir fortes dores de cabeça e pôs-se de joelhos, o acontecimento permitiu que Amon avançasse sem nenhum perigo e roubasse o martelo das mãos do ferreiro com sua velocidade. Kiriyama parecia estar com grandes problemas, como se seu corpo sofresse o choque de um ataque direto. Enquanto presenciava o sofrimento do geminiano a face bondosa do elmo da armadura de gêmeos caia em lágrimas. A parte boa da alma do antecessor de Amon havia interferido na luta e incapacitado sua outra faceta.

MALDIÇÃO, MALDIÇÃO, MALDIÇÃO! Como você pôde interferir em meus planos?

Com quem Kiriyama estaria falando naquele instante?

Fim da Narração


Novo Objetivo: Force Kiriyama a entregar as informações necessárias. Mínimo 10 linhas.
MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Qua Out 04 2017, 01:08


Amon de Gêmeos
Arco 4: É o fim?


O
golpe fora quase sucedido, porém algo interessante ocorreu. Apesar não ter apanhado o machado, e quase ser possivelmente morto pelo antecessor geminiano, algo inexplicável havia acontecido, neste instante, Kiriyama habitava o chão, deitado sobre este, com fortes dores em seu psicológico. Amon neste instante estava receoso, o que houve? Certamente a pergunta para essa resposta não importava tanto, teria de usufruir deste momento para tirar informações do geminiano. Não retrocedeu, novamente cortou o ar, direcionando um feixe luminescente novamente contra a caixa craniana de Kiriyama, que agora, sem defesa alguma, teria de sucumbir ao controle de Amon.
- Império Psíquico! – Agora a técnica haveria de ser sucedida, afinal o oponente por algum motivo inexplicável, estava debilitado. Agora usufruía do poderio da técnica para retirar informações sigilosas do adversário, obrigando-o a fornecer tais informações, afinal esteve sob o controle do atual geminiano, que fora ajudado por forças exógenas desconhecidas. Era certo que logo, logo Amon havia de requerer essas informações. Usava da técnica para retirar qualquer informação que pudesse de Kiriyama, seja, localização, número de cavaleiros, poder destes, alianças possíveis e o mais importante, seus próximos passos.


Técnica Utilizada:
 






MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Qua Out 04 2017, 01:44

Dados do NPC
Status:
 

Narração


Debilitado pela intervenção da metade boa de sua alma, Kiriyama sucumbiu finalmente aos efeitos do Império Psíquico ficando à mercê de Amon. A técnica, contudo, lutava para permanecer ativa mesmo com a debilidade do oponente, tamanha era sua força que fazia de tudo para escapar dos efeitos o mais rápido possível.

Argh! Atualmente...existem...3 sub-divisões de cava...lei...ros negros. Eles se dividem em Bronze, Prata e Ouro assim como os de Athena e nem eu mesmo sei a quantidade exata, ao todo conheci mais de 30 mas produzi muito mais que essa quantidade de armaduras, até mesmo perdi a conta.

Kiriyama fez uma longa pausa após essas informações, como se estivesse quebrando o efeito da técnica de Amon mas, após muita pressão exercida pelo efeito do Império Psíquico, continuou a ceder informações.

O poder dos 3 líderes é tão grande que rivalizam com o de muitos cavaleiros da geração passada, nem mesmo Leorio conseguiria vencê-los com facilidade... Não sei a existência de uma nova base, eles iriam entrar em contato comigo para me passar a nova localização mas não regressaram até então, o último movimento que sei foi na Itália. Soube que a divisão de Bronze desertou e se aliou ao Submundo depois do impacto da sua visita e de seu parceiro na ilha, os demais ainda permanecem fiéis ao seu objetivo cujo de acabar com...

A pausa repentina era o prelúdio da pior das situações, Kiriyama havia escapado do efeito da técnica. A influência da parte bondosa de sua alma se fora, ela já havia feito mais do que podia para manter a maldade do cavaleiro sob controle.

SEU RATO DOURADO DE MERDA, ACHOU QUE ME MANTERIA SOBRE SEU CONTROLE O TEMPO INTEIRO?

Os cavaleiros negros haviam marcado de se reencontrar com Kiriyama para informar a nova localização, Amon correria imenso perigo se permanecesse na ilha contra um inimigo tão perigoso a sua frente e com a chegada de cavaleiros negros, mas Kiriyama não parecia estar em condições de batalhar novamente, sequer era capaz de se por em pé. Ele arriscaria sua própria vida para coletar mais informações ou tentaria escapar o mais rápido possível dali?


Fim da Narração


Novo Objetivo: Escape da ilha ou aguarde a chegada dos cavaleiros negros.
MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Qua Out 04 2017, 01:55


Amon de Gêmeos
Arco 4: Provas


O
ganho de informações demasiadas contribuiria para o avanço da missão de Amon, certamente o Grande Mestre ficaria orgulhoso do feito, ainda faltavam algumas informações a ser concluídas, entretanto não poderia ficar no ressinto, uma informação era de que os cavaleiros negros iriam retornar e obviamente seriam mais que um, logo, Amon estaria em apuros. O oponente recobrou sua consciência, entretanto sua movimentação ainda estava debilitada, certamente não iria conseguir seguir o cavaleiro. O geminiano então simplesmente esboçou um sorriso, apanhou o machado do rapaz e simplesmente disse:
- Parece que no final das contas, eu ganhei! – Sorriu no fim pela sua vitória, saberia que fora ajudado em alguma parte, todavia não acometeu-se sob este patamar, certamente sabia que era um vitorioso e de certa forma, provou isso, logo ao término da frase soltou o machado ao chão, não tinha nenhum outro objetivo para com este, então seria inútil rouba-lo.

Amon de Gêmeos virou-se em contrapartida do antigo geminiano, agradeceu-o, dando-lhe um sorriso, de certa forma, sádico. Expurgou a técnica de outrem, demoraria ainda para a camada de poeira abaixar, e logo que a adentrou, sumiu da localidade em velocidade. Retrocedeu a rota, na tentativa de sair da ilha o mais rápido possível. Certamente ainda saberia a rota de casa e usufruiria desse conhecimento para retornar ao santuário e informar a missão ao Grande Mestre, informações demasiadas foram captadas, Amon revisava a cada segundo, cada uma delas, afim de grava-las e não esquecer uma palavra sequer.








MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Qua Out 04 2017, 03:05

Dados dos NPC's
Status:
 

Narração


O deboche de Amon despertou uma imensa fúria no Kiriyama maligno que, em seu pensamento jurou vingança. O atual geminiano decidiu escapar da ilha com as informações conseguidas até então, que já seriam o suficiente para sanar muitas dúvidas do Santuário e agradar ao Grande Mestre. Ao sair da gruta Amon pôde ver a escuridão do anoitecer, seria difícil seguir o caminho corretamente no escuro, mas a trilha lhe era fresca e conseguia tracejar o rumo certo. Pouco se distanciou da cachoeira e, subitamente, sentiu como se estivesse andando em câmera lenta. Seus batimentos aceleraram e sua audição não conseguia ouvir o som da cachoeira novamente, aquela sensação lhe era familiar, ele se lembrava da primeira vez na ilha e daquele formidável inimigo que conseguiu rivalizar com os ataques em conjunto dele e de seu companheiro Kyros de Sagitário. Mas por que aquela sensação agora?

Eu sabia que os fedelhos retornariam aqui em algum momento, e quando soube da notícia de alguém procurando informações sobre o Kiriyama sabia que estavam vindo até aqui, por isso fiz questão de comparecer pessoalmente. Naquele dia você teve sorte em escapar com a interrupção que tivemos, mas sua sorte acabou fedelho.

Amon não conseguiu identificar de onde viera a voz, a maestria de seu oponente em furtividade era grande e a escuridão da noite tornava sua situação ainda mais desfavorável. Antes que pudesse tomar qualquer atitude recebeu um poderoso chute na boca do estômago e foi mandado voando para dentro da queda d'água da cachoeira. A água atrapalhava sua visão, mas conseguia ver o inimigo caminhando em sua direção tranquilamente.

Vejo que está mais poderoso do que antes, mas ainda não é capaz de me vencer mesmo com a ajuda de seu amiguinho de Sagitário. Aliás, com o vexame da discussão que ele causou por causa do seu ego, nem diria que são amigos, não é?

Amon poderia aproveitar a tagarelice de seu oponente para escapar, mas antes que realmente o fizera era encurralado por inúmeros cavaleiros negros, ao todo mais de 20 eram vistos pelo rapaz. Ele estava definitivamente cercado e não conseguiria sair dali com sua velocidade. Se tentasse utilizar sua técnica assim que queimasse sua cosmo energia seria alvejado por todos os inimigos, não havia escapatória.

Seu maior erro foi ter pensado que retornar a Ilha da Rainha da Morte sozinho seria uma boa ideia fedelho. Nós estávamos um passo a frente de vocês na primeira visita, o que te levou a pensar que não anteciparíamos o retorno?

Kiriyama surgia da sombra da gruta e se fazia presente no momento, o antigo geminiano já estava recuperado do embate anterior e dos efeitos da influência da faceta bondosa.

Você não deveria ter zombado de mim garoto.

Você servirá muito bem ao nosso propósito caro cavaleiro de gêmeos,
quero que entregue uma mensagem ao seu Grande Mestre,


Tome isto, Satã Imperial! Retorne ao Santuário e mostre ao seu líder o poder dos cavaleiros negros, HIHIHIHIHEHEHEHEHEHAHAHAHAHAHA!!!!

Amon desmaiou logo após o ataque de Kiriyama, que instaurou em sua mente o objetivo de matar o Grande Mestre do Santuário assim que estivesse de encontro a este. Quando o jovem acordou no barco do capitão que outrora lhe recusou levá-lo à Ilha não parecia estar sob o efeito da técnica, sua personalidade era a mesma de sempre, mas sua cabeça estava embaralhada, conseguia se lembrar de todas as informações entregues por Kiriyama mas nada do que ocorrera ao tentar escapar da ilha e tinha uma forte enxaqueca ao tentar recordar. A princípio Amon pensou que fosse uma forte pancada na cabeça sofrida, mas enquanto retornava de barco a cidade começou a duvidar da hipótese.



Fim da Narração


Novo Objetivo: Retorne ao Santuário e peça uma audiência com o Grande Mestre para entregar seu relatório, não podendo narrar se lembrar do ocorrido após vencer Kiriyama e tentar escapar da ilha. Mínimo 10 linhas
MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Qua Out 04 2017, 14:37


Amon de Gêmeos
Arco 5: Dúvidas


A
mon acordou, levantou-se, ainda pouco ofegante, meio sonso, revirou seus olhos na localidade, certamente haveria de estar no barco do capitão que o recusou a ajuda. Como? É a pergunta que se fez, realmente, não sabia como havia parado naquela localidade, aparentemente sem arranhões, apenas lapsos memoriais, que seguem desconexos. Sua última lembrança vívida, foi o momento ao qual celebrou sua vitória sobre o antigo geminiano, certamente aquele sentimento vitorioso, levou-o aquele estado, talvez. Amon era inteligente, certamente acharia um método dedutivo que esclareceria bem o ocorrido, todavia ainda assim lembrava das informações e logo que o barco zarpou, tratou de pular para fora do navio, abandonando-o, certamente iria contactar o Grande Mestre a respeito do capitão, era um homem intrigante e cheio de dúvidas a respeito deste.
Chegou ao santuário em pouco tempo, estava deveras ofegante devido a corrida intensa, com certeza, estava ansioso para relatar o ocorrido ao Grande Mestre, certamente enviou o mensageiro do Grande Mestre, para comunica-lo de sua chegada, e não tardaria até o geminiano atual chegar ao salão do Grande Mestre.








MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Qua Out 04 2017, 16:33

Narração


Amon permanecera incapaz de recobrar as memórias do ocorrido, talvez jamais as conseguisse novamente. Ao chegar ao Santuário tudo parecia normal para o rapaz, os aspirantes, bronzes, pratas e rasos se faziam presentes em toda a extensão do Pátio praticando, afinal esta era a maio rotina deles, ainda mais em época de guerra. O mensageiro do Grande Mestre lhe informava que o geminiano tinha extrema prioridade de sua atenção e poderia adentrar. Amon podia ouvir, do lado de fora, uma voz familiar fazendo relatos ao Grande Mestre, era Kyros de Sagitário cujo havia acabado de retornar de uma missão tal como o rapaz. Após ouvir um breve silêncio, indicando o fim do relatório do cavaleiro de sagitário, Amon poderia adentrar.


Fim da Narração


Novo Objetivo: Adentre o Grande Salão e entregue seu relatório ao Grande Mestre, não podendo narrar as ações do outro cavaleiro dourado. Mínimo 10 linhas
MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Qua Out 04 2017, 17:04


Amon de Gêmeos
Arco 4: O Relatório


I
nfelizmente por mais que estivesse em pleno vapor naquele momento, seu cérebro praticamente estava trabalhando de forma exacerbada, todavia não conseguiria lembrar do ocorrido, era suspeito aquele lapso memorial, porém de nada havia a fazer, logo não tardou a subir as escadarias. Amon subiu rapidamente aqueles degraus, estava certo que de tinha de falar com o Grande Mestre o mais rápido possível, no entanto, no momento em que adentrava o salão mestral, ouviu uma voz familiar, a relatar uma possível missão que fizera individualmente. O geminiano logo, tratou de reconhecer aquela voz, era indubitável que pertencia ao Kyros de Sagitário, o aliado que ajudou-o em outrora, como um bom cavaleiro e um rapaz elegante, havia de esperar terminar a conversação entre os dois.

            Assim que terminou, Amon voltou a adentrar aquela localidade, cumprimentou o sagitariano de forma amigável, certamente não guardava ressentimentos das “discursões” de outrora, acreditava que tivesse sido apenas um embate de egos, e nada mais que isso. Voltou-se ao Grande Mestre, momentaneamente ignorando o sagitariano, sua missão era mais importante, logo começou a falar:
- Consegui ter sucesso na missão que me passou, senhor! Irei começar a dizer-lhe tudo que sei! – Neste instante engoliu em seco, certamente foi uma pausa pensada, estava organizando as ideias para melhor entendimento, certamente queria fazer o relatório com clareza e originalidade. – Atualmente, existem 3 divisões de cavaleiros, exatamente como a nossa; estão divididos em níveis de poderes distintos, bronze, prata e ouro, certamente a escala evolutiva é igual a nossa. Kiriyama afirmou não saber quantos cavaleiros existem, conheceu mais de 30, todavia esse número não expressa o número de armaduras que ele criou, foi muito mais. Kiriyama reconhece o poder dos 3 grandes líderes como assustador, ele havia dito que nem Leorio, conseguiria vencê-los com facilidade. Outra informação relevante é que a divisão de bronzes, aliou-se ao submundo, não houve informações a respeita das demais castas. Última informação é que o último movimento dos cavaleiros se deu na Itália, não pude recolher mais informações depois disso, acordei em um navio sem saber, aliás incremento, aquele capitão é muito suspeito, ele recusou a me levar a ilha, mas misteriosamente me trouxe de volta... algo nele me diz que não é confiável! Enfim, continuando, acordei no barco sem saber como havia conseguido chegar ali, certamente é suspeito ter esse lapso memorial, e sinceramente não tenho ideia do que aconteceu. Essa são todas as informações!  








MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena) Qua Out 04 2017, 17:42

Dados do NPC
Status:
 



Narração

O cavaleiro de sagitário permaneceu no recinto, o Grande Mestre não havia lhe dado as diretrizes devido a interrupção do cavaleiro de gêmeos. Amon permanecera em estado perfeitamente normal durante toda a situação e começou seu relatório. Ao concluir, contudo, sentiu fortes enxaquecas novamente, relembrando das memórias que até então permaneciam ocultas em sua mente. O gatilho da influência do Satã Imperial seria o relatório, e finalmente se ativara após o feito do geminiano.

A técnica de Kiriyama forçava Amon a deixar seu lado completamente maligno aflorar, inibindo qualquer resquício de sua personalidade boa, um efeito temporário similar à maldição que Hades implantou, mas não apenas isso, lhe implantava um instinto assassino intenso e o desejo de matar o Grande Mestre com todas as forças. Amon não poderia escapar daquela influência e agora seu objetivo, mesmo que forçadamente, era eliminar o líder das 12 casas do zodíaco.

Kyros notou imediatamente a mudança de personalidade do rapaz e sentiu a cosmo energia do geminiano ficar turbulenta e emanar instinto assassino puro. O sagitariano de prontidão ficou entre o geminiano e o Grande Mestre, na linha de visão e ataque.

O que está planejando gêmeos!?

Fim da Missão

Recompensas: 900 de EXP e Loyalty
Maestrias: 1 Ponto em Explosão Galáctica, 1 Ponto em Império Psíquico e 1 Ponto em Next Dimension

Considerações: Erros de digitação acarretaram em perda da pontuação máxima.
Conteúdo patrocinado
MensagemAssunto: Re: [Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena)

[Capítulo 1] Tempo de Respostas - As Sombras Gêmeas se movem (Athena)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo
Página 1 de 1

Tópicos similares

-
» [Recrutamento] Seeking Online - Capítulo 1: Aurora e Pecado
» Bleach - Shinigami Saga - Capítulo 1 (Tópico de jogo)
» Capítulo 2 - Uma Noite na Taverna
» [Apresentação] Singela Dualidade - Capítulo I
» Capítulo 1: Caminhos Cruzados

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Saint Seiya Conquest :: Evolução :: Missões-